Morte súbita.

Vivia.
Consternada em solidão.
Acostumada, desolada.
Não imaginava encontrá-la, tão gentil.
Quase compreensiva.
Não esperava encontrar o amor
do qual havia há muito aberto mão.

Agora Sofia sonhava.
Viagens com ela.
Casa, quatro cães.
Uma filha.

Solidão ficou para trás.
Solitária.

1 personagens:

Roberto Borati disse...

bom, muito bm esse poema em notas de morte súbita....


obrigado sempre pelas visitas, palavras elogiosas e tudo mais...olha, posso dar para você um dicionário, mas por enquanto você pode arrumar outra coisa, bem em breve.

um bejio!

Postar um comentário