Como se supera a perda de um filhote?

Foste concebido por amor.
Vi meu corpo mudar enquanto crescias dentro de mim.
A alegria de ver teus olhinhos brilharem, sorrindo para os meus.
Superou a dor de seu nascimento.
Cada passo que davas, cada palavra que aprendias.
O teu primeiro "mamãe".
Momentos que nunca esquecerei.
Teu primeiro dia na escola, a independência reluzindo em teu olhar.
Como eu queria que fosses mais dependente.
Crescias, metade de mim, cheio de mim.
Ensinaste-me a amar incondicionalmente.
Agora estou aqui, contrariando a ordem natural da vida.
A velar teu corpo miúdo.
Acariciando tua pequenez agora pálida.
Oh, destino injusto.
Apagaste o rubor da face do meu anjinho.
O fizeste voltar aos braços do céu.
Cedo demais.
Cedo demais.

2 personagens:

venjent disse...

Lindo poema.

desnecessário comentar algo mais.

=/

Raposa. disse...

Obrigado Dan =)

Postar um comentário